Home » » UM PRESENTÃO DA @CoisasdaPimenta PARA NÓS

UM PRESENTÃO DA @CoisasdaPimenta PARA NÓS

AppId is over the quota
AppId is over the quota
type='html'>
Terminado o #lingerieday 2012, realizadas as premiações, fizemos uma proposta para a @CoisasdaPimenta que ela fizesse um ensaio mostrando o prêmio. A delicinha topou e mostrou sua nova lingerie!
Aproveitamos o "ensejo" fizemos um talksexi apimentado com a delicinha "uma mulher rockeira porque tem bom gosto, passou dos 30 porque a vida quis, Fiona de tudo porque é o que tem prá hoje. Aqui a linguagem é a do boteco. Se gostar, puxe uma cadeira e peça mais uma cerveja".
 
LEO: Como foi participar do #lingerieday 2012?
PIMENTA: Curti prá caramba! As fotos já estavam planejadas e, no fim, renderam premiação em 2 espaços virtuais - o Blog SeximaginariuM e o Twitter do canal porn Sexy Hot.  Acho que toda mulher deveria, inclusive, se permitir fotografar de lingerie, mesmo que não seja para divulgação. Dá uma sensação muito boa!

LEO: O que um homem tem que fazer para você tirar a sua lingerie?
PIMENTA: Há tantas respostas para esta pergunta que só posso resumir com algo bem clichê: tem que rolar a química. É essa química inicial que vai definir, inclusive, se vou tirar a lingerie para ele mais de uma vez.
 
LEO: Pra que tipo de homem você não mostra nem a rendinha da lingerie?
PIMENTA: Pro tipinho "Meu pau é o centro do universo." Não suporto! 


LEO: E o blog a pimentinha e suas coisas muito texto pouca imagem... é um diário sensual...fale sobre ele?
PIMENTA: O blog surgiu da ideia de compartilhar algumas experiências. A gente só fala bem sobre aquilo que conhece, não é verdade?
 Tenho apenas um texto que é relato masturbacao-mutua-na-marginal-pinheiros, que foi publicado anteriormente num blog que criei com um ex-namorado.
Tem também um desabafo que me ajudou a superar uma dor de ego ferido (http://apimentinhaesuascoisas.wordpress.com/2012/07/07/hd883/) De resto, junto inspirações a boas lembranças que resultam nos contos que vão para o ar.
A falta de imagens é proposital. Gosto muito de ler (livros em geral) e criar os personagens e cenários em minha mente. A ideia é justamente a de dar ao leitor esta mesma possibilidade, a de exercitar sua criatividade com base nas descrições cheias de detalhes. Uma boa dica é ler o conto "Culpa do Calor"

"Então eu comecei a tirar a roupa molhada da minha esposa, mas com um tesão incontrolável. Confesso que comecei tirando o sutiã dela antes mesmo de tirar a camiseta. Eu estava doido para ver aquela cena “Garota Camiseta Molhada”. Aqueles seios deliciosos e os bicos durinhos me deixavam irracional. E ela também estava louca, selvagem, tirando minhas roupas com fome, de me ter, de meter comigo. “Me lambe, meu cachorrinho. Vai, baby, me chupa um pouquinho antes?” Impossível resistir a este pedido dela. Coloquei a Bibi sobre o sofá e desci por entre suas pernas, sentindo a urgência de seu gozo pela respiração ofegante e pelo habitual jeito que mexia em meus cabelos."
Leia o Conto em:
http://apimentinhaesuascoisas.wordpress.com/2012/02/03/culpa-do-calor/


LEO: Você acha que “nem todas as mulheres gostam de apanhar, só as normais”? (Nelson Rodrigues)
PIMENTA: Puxa, então eu sou normal =D
Tenho amigas que não suportam a ideia de apanhar, sentem-se humilhadas. Já eu gosto de levar uns tapinhas de leve no rosto (sou muito miúda, algo muito hard tende a me machucar) e uns tapas mais fortes no bumbum. Penso que os tapinhas e tapões no sexo nada têm a ver com uma violência categoria Maria da Penha. Para mim servem para aumentar o tesão, assim como uns palavrões, umas sacanagens ao pé do ouvido - ou gritadas para todos ouvirem - mas vai da cabeça de cada uma.

LEO: O que você pensa sobre os “brinquedinhos” femininos, as fantasias sexuais e outras formas de sexo como swing?
PIMENTA: Acho que tudo tem a intenção de liberar a criatividade e fazer com que a pessoa se conheça melhor. Tenho meu vibrador, mas nada substitui o "prazer com suor".
Confesso que sou careta, da linha "um é pouco, dois é bom...e três é demais". Já fiz menage uma vez, mas não interagi com a mulher, o foco era o cara. Foi bacana, mas não faço questão de fazer outras vezes. Matei a curiosidade e para mim já está de bom tamanho. Essa experiência me fez perceber que só curti a situação porque ambos eram meus amigos e não havia sentimento em relação a ele, mas que eu não sirvo para a "atividade a três", especialmente com um cara com quem eu tenha uma ligação sentimental - tenho uma dose de ciúmes que, embora moderada, não me permitiria conviver tranquilamente com as lembranças. Swing então nem pensam. É muito moderno para meu gosto e valores de vida.


LEO: Qual o lugar mais inusitado que você já fez sexo?
PIMENTA: Meus lugares inusitados são bem normais, viu? O mais perigoso, digamos assim, foi num antigo acostamento da Marginal Tietê (SP) - mas dentro do carro. Não sou fã de correr o risco de ser presa cometendo atos atentados ao pudor.

LEO: Uma fantasia...
PIMENTA: Transar em um mesmo quarto em que outro casal esteja transando.

LEO: Uma boa transa...
PIMENTA: Melhor não citar nenhuma, porque tenho tantas boas que acho injusto citar apenas uma. 

LEO: Uma transa ruim...
PIMENTA: No início da minha vida sexual (demorei bastante para decidir perder a virgindade), saí com um colega de trabalho que falava que fazia e acontecia. Na hora H, o ser humano teve ejaculação precoce. Fiquei com uma cara de "Ué...". 

LEO: O que te brocha num homem?
PIMENTA: Mente pequena e ego gigante. Ah, e bafo! (rs)


0 comments:

Post a Comment

 
Support : Copyright © 2015. famous people - All Rights Reserved